Causas de dor no ombro

Quais as principais causas de dor no ombro?

Existem diversas causas possíveis para a dor nos ombros. O ombro possui uma anatomia complexa, composta por 3 articulações e inúmeros músculos e tendões. A dor no ombro pode vir de diferentes locais e irradiar para o braço ou escápula. A coluna cervical também pode gerar dor irradiada para o ombro e braço. Além disso, diferentes tendões podem causar dor, além de estruturas mais profundas como o lábio da glenóide e a cartilagem. > Leia mais: anatomia do ombro...

A dor no ombro pode eventualmente ser bem localizada, mas em geral é uma dor difusa, em que o paciente tem dificuldade em apontar exatamente o ponto doloroso. Além disso, a mesma lesão ou inflamação pode causar dor em diferentes locais ou pontos do ombro. Para complicar ainda mais, muitos pacientes podem apresentar lesões degenerativas dos tendões, ou até mesmo artrose, sem apresentar nenhuma dor ou sintoma. Por isso, o exame físico por um médico especialista em ombro é fundamental para o diagnóstico da causa da dor.

Nesse texto, alguns conceitos foram simplificados e agrupados para facilitar a compreensão. Existem exceções e muitas nuâncias para as características descritas abaixo. Para ler mais detalhadamente sobre cada doença, clique nos respectivos links abaixo. As lesões traumáticas não serão abordadas nesse texto.

Tendinite e bursite do ombro

Essa é a causa mais comum de dor no ombro. Pode estar relacionada a esforços repetitivos no trabalho ou no esporte, de modo cumulativo (over-use), com a dor aumentando aos poucos e lentamente. Mas também pode ocorrer subitamente, após um movimento mais brusco com o braço ou um esforço excessivo. Um percentual alto das tendinopatias se torna crônica sem o tratamento adequado.

Sindrome_do_impacto_do_ombro.jpeg
Local_Da_Dor_manguito_rotador.jpeg

A dor comumente tem sua origem na parte mais lateral do ombro, irradiada para o braço e para parte da escápula. A dor ocorre com os movimentos, piorando com a elevação do braço acima da altura do ombro, ao tentar alcançar um objeto no alto, por exemplo. Também pode estar associada à fraqueza do braço, principalmente ao se tentar segurar objetos mais pesados com o cotovelo afastado do ombro.

> Leia mais sobre a tendinite e bursite do ombro...

 

Lesão dos tendões do manguito rotador

Existem diferentes graus de lesões dos tendões do manguito rotador, assim como diferentes padrões de dor e função do ombro. A maioria dos pacientes apresenta dor semelhante à da tendinopatia. Mas as roturas podem estar acompanhadas de maior perda de força, maior tempo de dor, crepitações e podem ser de maior intensidade. Apesar disso, alguns pacientes podem apresentar lesões assintomáticas, sem estar acompanhada de dor.

A decisão sobre o tratamento das roturas do manguito rotador é complexa e depende de inúmeros fatores, como a idade do paciente, a sua demanda, a gravidade de sua dor e o tamanho da lesão.

> Leia mais sobre as roturas do manguito rotador...

> Leia mais sobre a evolução das roturas do manguito rotador...

 

Capsulite adesiva ou ombro congelado

A capsulite adesiva, conhecida popularmente como ombro congelado, é uma doença que causa inflamação na cápsula articular do ombro e gera inicialmente dor de alta intensidade, seguida de limitação dos movimentos do ombro após alguns meses. É uma doença muito comum, mas infelizmente não é muito conhecida, causando atrasos no diagnóstico correto. Além disso, os exames de imagem podem não fechar o diagnóstico nas fases iniciais da doença.

 
Capsulite01.png
 

Na fase inicial, a capsulite adesiva causa uma dor muito semelhante às tendinopatias do ombro, porém ela tem uma intensidade maior e tende a progredir mais rapidamente. Muitos pacientes desenvolvem uma dor de altíssima intensidade após alguns meses, chamada de “síndrome da dor complexa regional". A dor pode ser difusa em todo ombro, mas em muitos casos se concentra no meio do braço. Comumente piora na tentativa de alongamento, ao esticar o braço, como ao pegar um ticket de estacionamento de dentro do carro. Apenas após alguns meses da doença o ombro pode apresentar limitação dos movimentos, dificultando atividades básicas como alcançar objetos no alto, pentear os cabelos ou para a higiene pessoal. Na fase de rigidez, em geral não há perda de força ou dor relacionada aos tendões do manguito rotador.

 
Image.jpeg
 

Apesar da gravidade da dor e da limitação dos movimentos, a capsulite adesiva tem uma boa evolução com o tratamento.

> Leia mais sobre a capsulite adesiva...

Tendinite calcária

A tendinite calcária ou calcárea é um tipo de tendinite de ombro em que há deposição de cálcio (calcificação) no tendão. É uma causa de dor comum nos pacientes ao redor dos 40 anos de idade. O depósito de cálcio ocorre lentamente ao longo de meses e pode gerar dor leve ou desconforto, semelhante à uma tendinite leve. Mas subitamente pode ocorrer uma dor muito intensa. Nessa fase há a chamada fase de reabsorção ou expulsiva, em que o depósito de cálcio será parcial ou totalmente reabsorvido. Nem todos os pacientes passam por essa fase e a calcificação pode permanecer por período indeterminado dentro do tendão.

 
Tendinite_Calcaria.jpeg
 

A dor na fase expulsiva é muito intensa e aguda. Muitos pacientes não conseguem sequer movimentar o braço e o ombro nessa fase, sem melhora mesmo com medicações analgésicas fortes. A dor pode estar associada à perda de força do ombro.

O tratamento adequado pode gerar excelentes resultados com a resolução da dor.

> Leia mais...

 

Dor paraescapular

A dor ao redor da escápula pode ter diversas causas.

Alterações da coluna cervical

cervicalgia-dor-cervical-02.jpeg

Alterações da coluna cervical, como protusões ou hérnias de disco e artrose cervical também são causas comuns. Nessa situação, a dor no ombro é secundária a uma irradiação da coluna cervical. A dor de origem cervical pode ser uma dor mais difícil de se localizar e não necessariamente começa na coluna ou pescoço. Ela pode causar dor irradiada para o ombro e braço, por irritar as raizes dos nervos que dão sensibilidade e dor no ombro.

 

Alterações posturais e desequilíbrios musculares

Uma postura ruim pode influenciar direta ou indiretamente as causas de dor no ombro. Pode causar desequilíbrios do alinhamento da coluna cervical, pode causar tensões musculares localizadas na escápula (associada ou não à alterações do movimento da escápula - discinesia) e pode, indiretamente, aumentar a sobrecarga dos tendões do ombro. É uma das causas mais comuns de dor paraescapular e tem aumentado muito recentemente devido ao aumento do uso do celular em posturas inadequadas.

> Leia mais sobre alterações da postura e a dor no ombro...

 

Discinesia da escápula

A discinesia da escápula é a alteração dos movimentos normais da escápula, originado por diferentes causas. A simples alteração do movimento, independente da causa é chamada de discinesia da escápula. Alterações no movimento da escápula provavelmente são mais frequentes do que o relatado na literatura médica, pois muitos casos são subdiagnosticados, principalmente pelo falta de conhecimento no assunto. Alterações no movimento da escápula provavelmente são mais frequentes do que o relatado na literatura médica, pois muitos casos são subdiagnosticados, principalmente pelo falta de conhecimento no assunto. O desequilíbrio muscular mais comum ocorre por fraqueza do músculo serrátil anterior e pela porção inferior do trapézio, associado também a contratura muscular da porção superior do trapézio e do peitoral menor. A falta de exercícios para os musculos acima e os vícios posturais são a principal causa desse desequilíbrio. Mas existem diversas outras causas da discinesia da escápula que precisam ser excluídas pelo médico.

Os sintomas são muito variados.

  • Pode causar dor ao redor da escápula, por contraturas e por síndrome miofascial
  • Perda de força no membro superior acometido, com dificultade para levantar o braço acima da altura do ombro
  • Pode causar no ombro, por tendinopatias causadas pelo impacto subacromial secundário à queda da escápula
  • Mais raramente pode causar a síndrome do desfiladeiro torácico, que significa uma compressão das estruturas neurovasculares que inervam e irrigam todo o membro superior.
  • Podem causar parestesias (formigamentos) no braço
  • Também podem dar origem à creptacao escapulotorácica, em que há estalos na região superior da escápula (próxima ao pescoço)

> Leia mais sobre a discinesia da escápula...

 

Artrose acromioclavicular

A articulação acromioclavicular está localizada na parte mais superior do ombro e pode ser facilmente palpada na parte mais lateral da clavícula. Também pode ser chamada de clavícula distal ou lateral da clavícula. Artrose é a degeneração de uma articulação, com perda da cartilagem local. O desgaste dessa articulação é muito comum e pode ocorrer em adultos jovens. Sua degeneração é mais rápida que nas outras articulações, sendo que seu disco articular já pode estar ausente a partir dos 20 anos. Aos 40 anos, muitos indivíduos, principalmente quem praticou exercícios físicos com os membros superiores, já apresentará artrose desse articulação.

Artroseacromioclavicular_anatomia.jpeg
Local_Da_Dor_acromioclavicular.jpeg

A artrose é a causa de dor mais comum dessa região. Pode causar dor local, irradiada para o ombro e para o trapézio. Dificilmente pode causar perda dos movimentos do braço. Também gera dor no movimento de adução, quando o ombro cruza para o outro lado, como no final do movimento de arremesso. Em muitos casos, a artrose pode ser assintomática, não causando dor ou outra consequência para o paciente. É uma artrose completamente diferente da artrose do ombro, afecção muito mais grave e complexa.

> Leia mais sobre a dor acromioclavicular ...

 

Lesões do lábio superior (SLAP) e do tendão da cabeça longa do bíceps

As lesões SLAP são mais frequentes nos praticantes de atividades esportivas com os membros superiores, principalmente nos esportes de arremesso. Essas lesões são mais dolorosas nas posições do braço em abdução e rotação externa, como no momento final da armação de um arremesso. Podem dificultar ou impossibilitar o saque do tênis, o arremesso de uma bola ou dificuldade para alguns exercícios de musculação, como o “pec-deck”.

Image 2.png
Local_Da_Dor_biceps.jpeg

As lesões SLAP também podem estar associadas a lesões ou tendinite do tendão da cabeça longa do bíceps. A dor relacionada ao bíceps ocorre na frente do ombro e pode irradiar para a parte anterior do braço (no músculo bíceps).

> Leia mais sobre as lesões SLAP...

 

Artrose do ombro

A artrose é a degeneração da cartilagem. Nas fases inicias da artrose a cartilagem torna-se mais áspera, aumentando o atrito durante a movimentação da articulação. A artrose grave surge quando a cartilagem é completamente destruída, fazendo com que o atrito entre os dois ossos cause desgaste dos mesmos. Este atrito nas articulações provoca uma inflamação da mesma, gerando dor e limitação dos movimentos do ombro. A artrose do ombro é mais rara que do quadril, joelhos, mãos e coluna, mas pode gerar limitações muito importantes para atividades diárias e muita dor.

 
 
IMG_0204.jpeg

A dor é de piora progressiva e pode estar associada a diminuição dos movimentos do ombro (diminuição da flexibilidade). Também pode estar associada a crepitações. Nos casos avançados pode impedir por completa a movimentação do ombro.

> Leia mais sobre a artrose de ombro...

 

Artropatia do Manguito Rotador

Existe um tipo de artrose do ombro chamada de artropatia do manguito rotador, que é decorrente de roturas antigas do manguito rotador. Além dos sintomas descritos acima, é comum que os pacientes com artropatia do manguito rotador apresentem perda, descrita como pseudoparalisa do ombro.

> Leia mais sobre a artropatia do manguito rotador...

Comment

Mauro Gracitelli

Médico especialista em ombro e cotovelo

Direitos autorais reservados - Dr. Mauro Gracitelli. A reprodução parcial ou completa do texto, das imagens e dos vídeos é protegida por lei e proibida sem a autorização prévia do autor ou referência à fonte original desse site. Lei dos Direitos Autorais, de nº. 10.695, de 1º./7/2003.